Após saída da Jovem Pan, narrador Rogério Assis voltará à ativa em 2015



O narrador esportivo Rogério Assis, conhecido como "Canhão", está sem trabalho desde setembro, quando foi dispensado pelo departamento de esportes da Rádio Jovem Pan de São Paulo. Porém, o comunicador não deve ficar muito tempo fora do ar.

Segundo informações do jornalista Anderson Cheni, Rogério pode voltar em uma grande emissora de São Paulo no ano que vem com o apoio de um grande amigo. No entanto, ele não recusa a ida para outra grande emissora fora da capital.

Por Otto Rezende.

Esporte Interativo já inicia planejamentos para a Champions League



A compra dos direitos da UEFA Champions League para a TV paga é, com toda a certeza, a maior conquista da história do canal Esporte Interativo. A emissora desbancou de forma inesperada as poderosas ESPN e Globosat e o trabalho do seu presidente, Edgar Diniz, foi muito elogiado por Flávio Ricco, colunista do portal UOL.

Na coluna, Ricco destaca que o empenho de Edgar, desde maio passado, nos entendimentos com a Team Marketing, empresa designada pela UEFA para cuidar de tudo que se relacione ao marketing, e o poder de convencimento junto aos sócios da Turner foram decisivos nesta conquista. Essa operação não saiu por menos de US$ 30 milhões por ano. Depois da Copa do Mundo, nenhuma outra competição de futebol envolveu tanto dinheiro.

Agora falta saber como será o comportamento das operadoras Net e Sky em relação ao EI, que ainda não faz parte dos seus pacotes, apesar de tantas negociações e campanhas. Agora a situação se inverteu, porque agora vai existir uma grande pressão dos próprios assinantes dessas operadoras, já que a princípio - ou até que haja um acordo com Net e Sky -, a emissora não pretende repassar os seus direitos para nenhuma outra emissora.

Entretanto, existem possibilidades do Esporte Interativo ceder parte dos direitos à Fox Sports, ainda mais porque os executivos Eduardo Zebini (Fox) e Edgar Diniz (EI) sempre tiveram um excelente relacionamento.

Além disso, a emissora também planeja um trabalho para as transmissões de todos os jogos da Champions League pela internet. O Esporte Interativo pretende criar um trabalho semelhante ao pay-per-view e a um custo bem inferior.

Por Otto Rezende.

NBA terá cinco vezes mais transmissões do que a NBB no Brasil



Nesta terça-feira (28), o Space mostra San Antonio Spurs x Dallas Mavericks. É o primeiro dos cerca de 300 jogos da atual temporada da NBA que serão transmitidos na televisão brasileira. O número é cinco vezes maior do que os do principal torneio da modalidade no país, o NBB, que terá 60 jogos televisionados.

Os 300 jogos da liga norte-americana previstos para a TV brasileira incluem os playoffs. Isso é possível pelo número de canais a cabo ligados à NBA por aqui. Com ESPN, Space e Sport+ (o canal de assinantes da Sky), todos os dias da temporada regular contam com partidas.

O NBB, por sua vez, terá 60 jogos nas telas, incluindo as finais, apenas no SporTV. O canal fechado da Globo passa jogos às terças e sextas-feiras, sempre às 19h30. Outros 40 jogos serão mostrados pela internet, gratuitamente - a NBA também tem esse serviço, para todas as partidas, mas cobra assinatura.



NBA na TV brasileira
  • ESPN
    Às quartas e sextas-feiras, o canal vai passar 48 jogos da temporada regular, além fim de semana do Jogos das Estrelas. Nos playoffs, serão até 28 partidas, incluindo as finais de uma das conferências e a série decisiva
  • Space
    O canal tem reservadas as quintas-feiras da temporada regular. Também vão passar o fim de semana do Jogo das Estrelas, além dos playoffs e de uma das finais de conferência (o Space transmite uma, a ESPN mostra a outra)
  • Sports +
    O canal da Sky tem jogos às segundas, terças, quintas, sábados e domingos. E também mostrará os playoffs, mas não as finais de conferência e as finais da NBA
O tamanho dos dois torneios explica a diferença: enquanto turno e returno do campeonato brasileiro tem 240 jogos, a temporada regular da liga americana tem 1230 partidas – tanto que, percentualmente, o NBB tem 18,7% de seus jogos transmitidos pela TV brasileira, contra 13,5% da NBA.

Com informações do UOL.

Esporte Interativo paga US$ 140 milhões pelos direitos da Champions League



Saiu como uma bomba a notícia divulgada nesta terça-feira de que o Esporte Interativo adquiriu os direitos exclusivos da UEFA Champions League na TV fechada, desbancando a poderosa ESPN. E esse é um início de uma grande batalha que a emissora vai travar para finalmente ser inserida na Net e na Sky, as principais operadoras de TV por assinatura do país.

Atualmente, o EI está apenas em operadoras menores, como Claro TV e Oi TV. Além disso, também possui o canal pago Esporte Interativo Nordeste. Foi através dele que conseguiu vencer a concorrência da ESPN Brasil.

De acordo com o colunista da Veja, Lauro Jardim, a ESPN iria pagar 100 milhões de dólares pelos direitos da competição pelas próximas três temporadas (2015/16-2017-18). Porém, a UEFA queria US$ 40 milhões a mais, e o Esporte Interativo, por meio do grupo Turner, que é sócio minoritário da emissora, acabou levando a melhor.

Já nos direitos de TV aberta, a Globo pagou US$ 40 milhões pelas próximas três temporadas da Champions League, e mais uma vez irá ceder os direitos sublicenciados à Band, segundo informações dadas também pelo Lauro Jardim.

EI pode deixar de transmitir a UCL na TV aberta


Ainda não está muito claro se o Esporte Interativo deixará de transmitir o torneio na TV aberta, mas é muito provável que isso deva acontecer. Segundo o site Papo de Bola, a Globo teria adquirido os direitos de transmissão de 7 dos 13 jogos das terças-feiras, além dos jogos das quartas-feiras que a emissora já tem direito e repassa para a Bandeirantes, ficando apenas com os jogos das fases decisivas. As outras seis partidas ficariam sem TV aberta, sendo o Esporte Interativo o único exibidor.

Mas todos os esclarecimentos só devem ser dados quando a UEFA divulgar oficialmente os novos contratos de TV, o que irá ocorrer nos próximos dias.

Por Otto Rezende.

BOMBA: Esporte Interativo tira Champions League da dupla ESPN/SporTV



Em uma manobra que surpreendeu o público, o Esporte Interativo teria sido o grande vencedor da disputa dos direitos da UEFA Champions League para a TV fechada.

Segundo o jornalista Flávio Ricco, que trouxe a informação, o EI comprou os direitos exclusivos pelas próximas três temporadas, vencendo a concorrência de ESPN Brasil e SporTV, que fizeram uma proposta conjunta.

As informações dão conta de que ESPN e SporTV fizeram uma boa oferta, mas o Esporte Interativo veio aparelhado financeiramente com o Grupo Turner, que comprou ações do canal no ano passado, e fez uma proposta relativamente superior à Uefa.

Porém, o que estranha na decisão é que o Esporte Interativo se intitula canal aberto, e entrou na disputa na concorrência como fechado. Falando em TV aberta, Globo e Band teriam faturado a disputa contra o SBT, que fez proposta.

Segundo uma fonte ouvida pelo NaTelinha, a informação procede. Porém, a UEFA ainda não soltou um comunicado sobre a concorrência. Além disso, quando procurado pela reportagem, o Esporte Interativo disse que preferiria não se pronunciar no momento.

Caso o fato se confirme, a ESPN pode deixar de ter a Champions League pela primeira vez, em seus mais de 20 anos de história no Brasil. Principal fonte de audiência e supra sumo da emissora durante o ano, a perda da Champions, se confirmada, será o maior baque dos últimos anos no canal esportivo da Disney.

Vale lembrar que também existe a possibilidade do Esporte Interativo dividir os direitos com outros canais, caso queira.

Em tempo

Segunda competição mais importante da Europa, a UEFA Europa League, que já pertence ao EI, deverá continuar na grade da emissora.

A proposta também teria agradado a UEFA, que decidiu manter os direitos. Esta informação ainda não é confirmada pela assessoria de imprensa do canal, que também preferiu não se pronunciar.

Com informações do site NaTelinha.